Uma história… Várias vidas

Amigos! Este artigo é sem dúvida o mais interessante, importante e gratificante que escrevo. Não é uma ficção mas a realidade vivenciada por aqueles que querem fazer  a diferença. Transcrevo aqui – as palavras simples e iluminadas do meu irmão Mário – este “grito”, “apelo” pela misericórdia, que habita em cada um de nós, nos movimentando em direção as necessidades do próximo.
Venha! Vamos! Você é o maestro de toda transformação! Faça a diferença para estas crianças e adolescentes. Ajude a transformar essas vidas em multiplicadores do amor, da alegria, da paz…
20160813_120204
Algumas das crianças e jovens após a aula de dança

“Jonas, Daniel, Jonathan, Gabi, Carol, Lucas, Fernanda, Felipe, Yuri, Ítalo, Alice, Alexandre, Alice M., Aline, Gilce, Víviam, Ana, Gisele, Eduardo, João, Ana Lúcia, Fabíola …..”

Esses são os nomes de algumas crianças e adolescentes que frequentam a nossa Casa, todas as semanas. É lá que eles e suas famílias recebem assistência, orientação segura, respeito, carinho, alimento do corpo e da alma. É o refúgio semanal que lhes alivia da realidade triste, que vai da violência, passa pelo descaso e chega na absoluta falta do que comer.
Já conhecíamos essa realidade, mas desde que nos dispusemos a fundar a Digna Sociedade Espírita Mãe Maria de Nazaré – SEMAN, passamos a vivenciá-la mais de perto, com todas as letras, cores e sentimentos. E ninguém é o mesmo após o contato com essa dura realidade. E ninguém pode alegar falta de conhecimento ou de oportunidade para modifica-la.
 20160806_132037
Como é do conhecimento de todos, desde o início de nossa Sociedade, atuamos em diferentes espaços físicos (Lunabel – Novo Gama – Entorno de Brasília). Primeiro, reuníamos em uma varanda; depois, além da varanda, alugamos uma pequena kit; desde janeiro de 2015, transferimo-nos para uma casa residencial, com 54,60 m². No início, o espaço mostrou-se suficiente. Agora, mesmo com as expansões e reformas introduzidas, o espaço mostra-se insuficiente, tendo em vista a chegada constante de novas crianças e adultos. E essa restrição vem comprometendo os nossos trabalhos.
É chegada a hora de partirmos para local menos provisório e mais definitivo, de modo a oferecer condições mínimas necessárias à prestação das nossas edificantes e esclarecedoras atividades. É hora de construir a sede de nossa Casa.
20160806_132009
Com base em projetos de engenharia, chegamos a um custo de edificação inicial que se nos apresenta impossível de ser alcançado: R$ 600.000,00. Mesmo utilizando opções de edificação mais baratas, comprando materiais no Novo Gama (GO) e utilizando mão de obra de lá, tal custo reduzir-se-ia para, no máximo, R$ 360.000,00, valor igualmente considerado inatingível, dado que a nossa poupança, após rifa de um carro, doações, tarde de torta etc, chega a R$ 57.000,00.
Em face dessa realidade, reduziremos a área a ser construída. Vamos abri mão do pavimento superior. Dessa forma, estimamos que a edificação ficará entre R$ 150 a R$ 200.000,00.
Em nome de todas as crianças assistidas pela SEMAN, e de suas respectivas famílias, tomo a liberdade de convidá-los a nos ajudar a tornar esse empreendimento uma realidade. Convido-os a se tornarem cotistas dessa obra, que sustentará a continuidade e expansão de nossas abençoadas atividades.
Para custear a nossa obra, precisamos de, pelo menos, 6 (seis) cotistas, que estejam em condições de doar, cada um, R$ 1.000,00/mês, por 10 meses, e 10 (dez) cotistas, que estejam em condições de doar, cada um, R$ 500,00/mês, por 10 meses. É como se fosse uma prestação/financiamento ou mensalidade de colégio para os nossos filhos.
Caso não tenha condições de ajudar com os valores mensais acima mencionados, ajude como puder.
Cada um sabe de si e não é nosso desejo, absolutamente, nada impor. Doe o que puder.
20160709_141832
Momento de indescritível beleza – Hora do Canto
Qualquer dúvida, favor entrar em contato.
Que Deus nos abençoe os propósitos e nos ilumine em nossas decisões.
Abraço fraterno – Mário
Seguem os dados bancários da SEMAN, para depósito de sua contribuição: Banco do Brasil, Agência 2945-9; Conta corrente: 26.989-1; Favorecido: Sociedade Espírita Mãe Maria de Nazaré; CNPJ 21.744.661/0001-00.

 

E você está esperando o quê? Vá! Faça a diferença! Contribua!

Você é o maestro de toda transformação!
Klau, The Dragon Coach.

https://www.facebook.com/thedragoncoach
Telefone / WhatsApp: +55 (61) 99283-7346
e-mail: thedragoncoach@gmail.com

Anúncios

Da insuportável mania de dizer não tenho tempo!

falta-de-tempo-thumb-620x413-153060

Então convidaram você para ir ao cinema e você respondeu “não tenho tempo”? Então te perguntaram porque não ligou e você respondeu “não tive tempo”! Cuidado, pois se essa resposta for recorrente em sua vida, você está correndo um sério risco de morte. A morte das coisas boas que fazem a sua vida ser melhor.

Século XXI, ano: 2016. O mundo nunca foi tão rápido quanto agora. Somos milhares de seres humanos absurdamente atarefados e loucamente sedentos por um dia que dure 30 horas ao invés das parcas 24 que Deus nos deu. Porque 24 é muito pouco. Não serve para dar conta de tudo aquilo que precisamos fazer em um dia, e isso nos estressa. Nos deixa irritadiços e pouco propensos a sermos “pessoas legais”. E a gente abre mão de muita coisa por causa dos nossos intermináveis compromissos… A gente vai deixando de viver, vai deixando de lado o que nos diverte ou nos relaxa, ou o que apenas consegue tirar de nós aquele riso fácil.

Eu sei. Todos somos pessoas responsáveis, com obrigações a serem cumpridas, metas a serem batidas e trabalhos a serem entregues. Não estou dizendo que devemos assassinar nossa vida profissional e acadêmica e nos mudarmos para a praia, sobrevivendo apenas de sol e água de coco. O que estou dizendo é que não podemos assistir calados enquanto nossa vida profissional e acadêmica comete homicídio doloso contra a nossa humanidade, contra os nossos sentimentos, contra quem somos de verdade.

E aí a gente diz que “não tem tempo”. Vamos refletir: quantas vezes já ouvimos essa resposta ao convidar um amigo para ir ao cinema, ou para tomar um café rápido? Foram inúmeras, aposto. Quantas vezes deixamos de ver alguém que nos é precioso por culpa dos trabalhos acumulados na faculdade? Quantas vezes tivemos que faltar naquele jantar de aniversário com toda a família porque preferimos ficar no trabalho até mais tarde para adiantar as coisas? Quantas vezes deixamos de ir assistir aquele show daquela banda que amamos porque no dia seguinte tínhamos que acordar cedo?

As obrigações e os compromissos têm feito isso conosco. Têm devorado nossa rotina, escravizado nosso tempo e aos poucos têm nos matado de saudade. Saudade das risadas sem motivo com os amigos, saudade das mãos dadas no cinema, saudade da piscina com os primos, saudade da corrida pela praia com o cachorro, saudade da maratona de episódios daquela série preferida. Tudo porque nos contentamos em dizer “não tenho tempo”. Pois eu tenho uma notícia surpreendente para vocês: Nós temos tempo sim. Parem de mentir, parem de inventar desculpas. O tempo é mera questão de organização e de certos sacrifícios.

Mesmo que achemos que não vai dar, que as 24 horas não vão dar conta, a verdade é que um dia suporta tudo. Basta que aprendamos a tirar dele o melhor que ele pode oferecer, basta que saibamos regar o tempo dando a ele a possibilidade de florescer. Sacrifícios, às vezes, serão necessários, precisamos entender isso. Terminar aquele trabalho tarde da noite porque foi ver o pôr-do-sol com os amigos na praia. Gastar o horário de almoço conversando com o primo que mora no interior mas foi visitar a família na cidade. Deixar o relatório pro dia seguinte porque é aniversário da namorada.

Tudo bem. Você dormiu tarde, você não almoçou, você não adiantou o trabalho. Mas você se lembra das risadas que deu com os amigos? Você lembra das boas novidades que o primo trouxe? Lembra do sorriso da namorada ao ver você? Pois é. Valeu a pena. Os sacrifícios têm seu preço, mas o fruto sempre é bom. O seu coração agradece, a sua alma agradece, o seu espírito agradece. E com certeza os seus amigos, o seu primo e a sua namorada também vão agradecer.

Mais uma vez eu repito: isto aqui não se trata de uma ode ao descompromisso, de uma apologia à irresponsabilidade. Trata-se de um lembrete de que não faz bem pro coração viver apenas para os compromissos. Se deixarmos que as coisas de adulto se apossem de nós indiscriminadamente, o que vamos nos tornar? Aonde vão parar os nossos relacionamentos? Organizar esse tempo que corre tão depressa é o segredo de tudo. É a chave para que as coisas deem certo. É a solução para que possamos terminar o trabalho e ir ao cinema depois.

Então, faça um favor às pessoas que sentem sua falta: organize seu tempo, sacrifique algumas coisas e vá vê-los. Elimine sumariamente da sua vida essa insuportável mania de dizer “não tenho tempo”. Você tem tempo. Você pode. O dia vai estar lá para que você o utilize sabiamente, então floresça o seu tempo. Isso fará bem ao seu coração e com certeza tornará o peso da rotina um pouco mais leve.

tumblr_m0dy0zNJrW1r9x643o1_500.jpg

Vá lá. Marque esse cinema que vem sendo tão adiado. Reserve aquela mesa perto da janela no restaurante. Compre brigadeiro para comer com sua mãe enquanto assiste novela mexicana. Diga, sem medo, receio ou desconfiança: Eu posso, sim. Eu tenho tempo. Vamos nos ver. E dito isto, pode abrir aquele sorriso.

Por: Kananda Magalhães Santos via http://obviousmag.org


E você até quando vai continuar justificando sua ausência com “Não tenho tempo”?

Você é o maestro de toda transformação!
Klau, The Dragon Coach.

https://www.facebook.com/thedragoncoach
Telefone / WhatsApp: +55 (61) 99283-7346
e-mail: thedragoncoach@gmail.com

 

8 Alterações que o sexo faz em seu corpo

IMG-20160414-WA0011[1]

O sexo em nossa sociedade pode envolver uma série de tabus e polêmicas, por exemplo, você já ouviu falar que praticar sexo pode alterar as características de seu corpo? Pois bem, temos que entender que essa afirmação pode sim ser considerada parcialmente correta.

Então confira algumas alterações que essa prática saudável acarreta em seu corpo.

 1- Sua frequência cardíaca

Bem, todo mundo sabe que o fluxo sanguíneo é extremamente importante quando o quesito é sexo. Tanto homens como mulheres têm seus órgãos íntimos inundados por esse líquido que é o responsável tanto pela ereção como pelo inchaço das paredes da vagina.

E como todo mundo também sabe, o coração é o órgão responsável pelo bombeamento do sangue e é para conseguir cumprir essas tarefas que ele passa a bombear cada vez mais rápido.

 2- Suas pupilas

As pupilas podem se dilatar e contrair ainda durante os primeiros momentos de excitação ou preliminares. Isso ocorre devido a descarga de adrenalina que é liberado em seu corpo, e é um sinal de que algo está prestes a acontecer.

 3- Pressão arterial

Seguindo a mesma lógica que explica o aumento dos batimentos cardíacos, implica também a pressão arterial, que aumenta justamente por conta do aumento da frequência cardíaca.

 4- Sua respiração

A explicação para a respiração ofegante na hora do sexo é meramente biológica, pois quando estamos nessa situação as nossas fibras musculares realmente se esforçam para realizar essa tarefa, e como consequência mais oxigênio elas consomem, exigindo que seus pulmões captem cada vez mais ar, nos deixando ofegantes.

 5- Os seios ficam mais firmes e sensíveis

Os seios podem ficar inchados durante o sexo, e consequentemente maiores e mais firmes, segundo o Serviço Nacional de Saúde da Grâ-Bretanha eles podem ficar 25% maiores do que o seu tamanho natural.

 6- Alterações emocionais

É um fato que o sexo pode acontecer em diversas situações diferentes, e exatamente por conta da situação, o sexo pode interferir no seu corpo e organismo também psicologicamente. E é claro, que essas alterações emocionais podem ser tanto positivas como negativas, por exemplo podemos sentir arrependimento, empolgação e etc.

 7- Deixa as mulheres mais atraentes

Quando uma mulher pratica sexo seguro com uma certa frequência, os seus níveis de estrogênio que é um hormônio sexual feminino aumenta drasticamente em seu corpo. Esse hormônio por sua vez faz com que o cabelo das mulheres tenha mais brilho, e também colabora para que a sua pele se torne mais limpa e suave. Além disso, praticar sexo regularmente faz com o que fluxo sanguíneo aumente, deixando os lábios e bochechas mais corados e bonitos.

 8- Melhora seu condicionamento físico

É isso mesmo, se você não é muito fã de praticar exercícios físicos e esportes, saiba que praticar sexo equivale a realizar uma atividade física como qualquer outro exercício que é feito em academias ou em quadras de esporte, além disso o sexo ajudar a manter um equilíbrio entre as funções de todos os órgãos de seu corpo, ou seja, o sexo também contribui para um melhor condicionamento físico.

Fonte: Ultra Curioso  via http://www.equilibrioemvida.com/


E você tem se permitido inundar pela maravilha do sexo? Então permita-se e sinta os seus benefícios!

Você é o maestro de toda transformação!
Klau, The Dragon Coach.

https://www.facebook.com/thedragoncoach
Telefone / WhatsApp: +55 (61) 99283-7346
e-mail: thedragoncoach@gmail.com

4 Hábitos Franceses que você deve Adotar

FB_IMG_1464284531833[1]

As mulheres francesas são muito conhecidas por seu estilo e sua classe. Mas seus hábitos no dia a dia também são bem diferentes dos nossos brasileiros, e por que não aprender algumas coisas interessantes com elas?

Certas atitudes podem ser incorporadas na nossa rotina e no nosso estilo de vida, deixando nossa vida muito mais prática, sem perder o estilo! Veja algumas dicas:

Valorize as coisas boas que você tem – use as suas melhores roupas, seus melhores acessórios, as louças e taças que você têm, todas aquelas coisas que você sempre reserva para uma ocasião especial. Lembre-se que todo dia deve ser especial na sua vida! Não espere! Isso valoriza também as suas experiências no dia a dia.

Encaixe exercícios simples na sua rotina – faça como as francesas. Quem mora em andares altos costuma subir a pé as escadas, pois muitos prédios não possuem elevador. A vida dos franceses é bem ativa. Caminhe mais, dispense o carro e a faxineira e comece a realizar as tarefas domésticas… são atitudes que vão melhorar sua saúde e disposição.

Tenha um guarda-roupa mais enxuto – as francesas não se importam com quantidade, mas com qualidade. Muitas delas chegam a ter dez peças no armário, mas muito boas. Não precisa ser tão radical, mas comece fazendo uma “limpeza”, vendo realmente o que você vai usar ou não, o resto doe! Economize e invista em diferentes combinações com o que você tem.

Tenha uma vida mais minimalista – menos é mais, as francesas garantem. Quem consome muito tem menos espaço para guardar e organizar as coisas. Resultado: tudo vira uma bagunça. Eleja prioridades na sua vida: mantenha sua casa mais organizada, arrumada e aproveite para juntar dinheiro com coisas mais interessantes, como uma viagem para a França, por exemplo!

Por: Jessica Moraes via http://www.maisequilibrio.com.br/


E você o que tem feito para tornar a sua vida mais prática?

Você é o maestro de toda transformação!
Klau, The Dragon Coach.

https://www.facebook.com/thedragoncoach
Telefone / WhatsApp: +55 (61) 99286-5192
e-mail: thedragoncoach@gmail.com

22 Ensinamentos de Stephen King

escrever1


Stephen King – Renomado escritor de histórias imortalizadas em livros e também para o cinema. Cativa milhares de fãs ao redor do mundo. Um dos meus autores favoritos, escreveu um dos meus prediletos Revival, é também é autor da obra o Iluminado que se tornou um dos meus filmes favoritos Com 22 dicas coletadas em entrevistas com o autor podemos nos deliciar com seus conselhos regados com muita ironia e veracidade.

1. Não perca o seu tempo tentando agradar as pessoas

Segundo King, perder tempo se preocupando com grosserias, deveria ser o menor de nossos problemas. “Se você pretende escrever da forma mais verdadeira possível, seus dias como membro da sociedade bem-educada estão com os dias contados”. O autor chegava a se envergonhar do que escrevia, especialmente depois de receber cartas que o acusavam de ser preconceituoso, homofóbico, sanguinário e até mesmo preceituoso. Muito tempo se passou, até que por volta de seus 40 anos percebeu que todo bom escritor já foi acusado de não possuir talento algum ou passou por uma enxurrada de críticas. O que muitas vezes acontece é que as pessoas confundem os personagens criados pelos escritores como sendo os próprios escritores. Ele nos diz que: “se você não aprova o que escrevo, posso apenas dar os ombros. É só o que tenho.”Assim, ensina que temos que desenvolver a capacidade de não nos importar já que é humanamente impossível agradar todos os leitores.

2. Pare de assistir televisão. Ao invés, leia tanto quanto puder.

Se você é escritor, aspirante a ser ou se considera um, sua televisão deve ser uma das primeiras coisas a serem eliminadas. Segundo King ela funciona como veneno para a criatividade. Os escritores precisam olhar para dentro de si mesmos e direcionar a atenção à vida da imaginação. Com isso, devemos ler o máximo possível , King leva um livro a todo lugar que vai e lê até mesmo durante as refeições. “Se você quiser ser um escritor, deve fazer duas coisas acima de tudo: leia muito e trabalhe constantemente para refinar e redefinir seu trabalho enquanto lê.”

3. Escreva principalmente para si mesmo

Você deve escrever porque isso o torna feliz, completo e dá sentido a sua existência. Agora se você escrever para tentar alcançar o topo dos livros mais vendidos, para ter fama e ficar sob os holofotes, esqueça, escrever tem haver com satisfação pessoal que esta pode levar ou não para uma satisfação do público que o lê. King lembra que: “Escrevo pelo puro prazer do ato se você puder escrever por prazer, você pode escrever pra sempre. Há outro autor que escreve isso de forma semelhante:” Encontre um assunto com o qual se importe e que sinta que os outros também se importem Este é o principal ingrediente e o não o seu jogo de palavras- o mais sedutor e cativante elemento em sua escrita.

4. Prepare-se para mais falhas e criticas do que puder lidar.

King compara a arte de escrever como a tentativa de atravessar o Atlântico em uma banheira, pois em ambos terão inúmeras oportunidades para duvidar de si mesmo como também haverá outros duvidando da gente. Ele nos lembra de que em qualquer atividade que escolhermos nos dedicar seja escrever, dançar, pintas, esculpir, cantar, alguém irá tentar nos fazer sentir mal por isso.“Interromper um trabalho só porque ele é complicado, seja por motivos emocionais ou por bloqueio de criatividade é uma má ideia”. Ele continua afirmando que quando falharmos, o otimismo deve brotar. Ele é a resposta perfeita perante à falha.

5. Enfrente o que for mais complicado de escrever.

Mas ele nos lembra: ”As coisas mais importantes são as mais difíceis de serem ditas. A maioria das grandes obras é precedida de horas de reflexão e ele nos lembra que a escrita é o pensamento mais aprimorado que um ser humano pode ter. Quando iremos adentrar em assuntos complexos e complicados de serem digeridos, vá fundo, pise no acelerador e não tenha medo de adentrar por temas desconhecidos. King nos diz: “ Estórias são relíquias, partes de um desconhecido mundo pré-existente”. Os escritores deveriam ser como arqueologistas que escavam por tanta história quanto puderem encontrar.

6. Ao escrever desconecta-se do mundo exterior.

A todo o momento estamos sendo bombardeados por estímulos que provém de nossas redes sociais que quase imploram para que sejamos ativos e ávidos participantes instantâneos. A escrita deve uma atividade intima, coloque sua mesa no canto de uma sala e elimine toda a possibilidade de distração, desde telefone, janelas abertas, ele aconselha escrever com a porta fechada e reescreva com a porta aberta. Ou seja, ao escrever, mergulhe de cabeça em seu mundo interior, mais ao reescrever se deixe abraçar com alguns fragmentos do mundo exterior. Deve-se tentar manter o máximo de privacidade entre você e o seu trabalho, o primeiro rascunho é como uma carne crua, o tipo de coisa que devemos nos sentir livres para desenvolver de portas fechadas é uma história nua, vestida apenas de meias e roupas intimas, brinca King.

7. Não seja pretensioso.

“Uma das coisas realmente ruins que você pode fazer ao seu trabalho é rebuscar o vocabulário à procura de palavras longas por estar ligeiramente envergonhada de usar as curtas”. O autor compara este erro ao tentar vestir um animal de estimação em trajes de gala, ambos o animal e o dono estarão constrangidos pelo excesso. Desta forma, use uma linguagem de acordo com a história, sem abusar de palavras complicadas jargões, frases de impactos que soaram falsos e deixaram a sua história com ar de artificial e pouco verossímil.

8. Não exagere com a preocupação da gramática.

De acordo com King, escrever é principalmente sobre sedução e não precisão. “A linguagem não deve sempre usar gravata e sapatos finos”. A ficção não se trata de exatidão gramatical, mas sim de fazer com o que leitor esteja receptível e confortável para então você pode contá-la. Você deve concentrar-se em fazer o leitor esquecer que de fato esta lendo uma estória.

9. Evite advérbios e parágrafos longos.

Conforme o autor enfatiza diversas vezes que os advérbios não são os nossos amigos. Ele acredita que a estrada que leva ao inferno é pavimentada por advérbios. Os compara a dentes – de – leão que estragam seu gramado. E são ainda piores após frases com “Ele disse” e “ Ela disse”- frases estas que funcionam melhor sem nenhum tipo de complemento. Você deve prestar atenção em seus parágrafos para que eles fluam pelas reviravoltas e sobressaltos que a estória contada tempera por si só. “Parágrafos são quase sempre igualmente importantes por sua estética e pelo que dizem”.

10. Domine a arte da descrição.

“A descrição começa na imaginação do escritor, mas deve encerrar na mente do leitor” nos lembra King. A parte importante é escrever o suficiente, visualizar a experiência que quer o que o leitor tenha e então transcrever o que vier à mente em palavras. É preciso escrever de uma forma que vá proporcionar ao leitor uma sensação de pertencimento. A chave para uma boa descrição é a clareza, tanto na observação quanto na escrita. Utilizar imagens claras e vocabulário simples a fim de evitar que o leitor se sinta exaurido. “Em muitos casos quando o leitor abandona uma estória porque acha ela entediante, tal sensação se dá porque o autor se inflou com seus poderes de descrição e perdeu de vista suas verdadeiras prioridades, que seria manter o andamento da estória”.

11. Conte histórias sobre o que as pessoas realmente fazem.

Uma escrita ruim é nada mais é do que péssima sintaxe ou má observação. Uma escrita ruim geralmente surge de uma forte recusa em contar histórias sobre o que as pessoas realmente fazem- encarar o fato, digamos, de que os assassinos ás vezes, ajudam senhoras idosas a atravessar a rua”, pode parecer estranho ou não, tudo depende da descrição, escreve King. Os personagens e as pessoas por trás deles são o que mais importam aos leitores, é que traz a sensação de pertencimento, acolhimento e de humanidade. Certificar-se de que se tenha conhecimento de todas as dimensões que os personagens possam adquirir é um dom a ser desenvolvido.

12. Não dê informação demais.

“O que você precisa lembrar é que existe uma diferença entre falar sobre o que você sabe e usar e isso para enriquecer uma história, saber o que é bom e ruim”. Incluir apenas detalhes que levem a trama para frente a fim de que motivem o leitor a continuar lendo. Detalhes demais, informações demais deixam o livro denso e difícil de ser digerido. Há detalhes que devem ser percebidos e criados pelo próprio leitor. Como criar um personagem extremamente detalhado pode deixar o leitor se sentindo vazio de imaginação, o leitor gosta de criar uma imagem mental do personagem e dos lugares que está lendo, assim seja delicado com os detalhes e os use com moderação. Outra dica que o autor nos lembra de que ao usar uma pesquisa é preciso tomar cuidado para não ofuscar a história.“ Pesquisas devem ficar no máximo de pano de fundo e no contexto’. Você pode até sentir intrigado com está aprendendo, mas os seus leitores vão se importar bem mais com os personagens e com a história que você criou.

13. Corra riscos; não fique só naquilo que é seguro.

O autor nos lembrar de parar de usar a voz passiva, este é o maior indicador de medo. “Eu estou convencido de que o medo é o maior responsável por uma escrita ruim”. King nos lembra: “Escritores devem endireitar os ombros, levantar a cabeça e deixar a escrita comandar”. Ele nos diz que devemos experimentar tudo o que quisermos, por mais que achemos chocante ou sem sentido. Se funcionar, ótimo, se não esqueça e parta para a próxima ideia.

14. Não tente roubar a voz de alguém.

O autor nos lembra que não podemos ver um livro como um míssil a ser lançado. Ou seja, quando copiamos o estilo de um outro autor por qualquer razão que seja admiração, inspiração ou até mesmo inveja, a produção será apenas uma pobre imitação. Isso acontece porque não se pode recriar a forma como se degusta uma verdade, tentar imitar outro escritor ou artista é como espiá-lo através do olho mágico.

15. Perceba que você não precisa de drogas para ser um bom escritor.

“A ideia de que o esforço criativo e de que as substâncias que alteram a mente estão ligadas é um grande mito pop-intelectual do nosso tempo”, afirma King. Segundo ele, os escritores que abusam de substâncias sejam elas licitas ou ilícitas são apenas viciados. “Qualquer discurso de que drogas e álcool são necessários para encontrar uma maior sensibilidade é besteira.

16. Entenda que a escrita não é telepatia.

“Todas as artes dependem de algum grau de telepatia, mas acredito que escrever é sua pura essência”. Ou seja, King, diz que um dos mais importantes elementos da escrita é a transferência. O trabalho não são apenas as palavras na página, mas sim a transferência de ideias da sua mente para a mente dos leitores. “As palavras são só o meio pelo qual a transferência ocorre”. O autor duvida que exista algo mais prazeroso do que fazer sentido na vida do outro através do que expressamos.

17. Leve sua escrita a sério ou qualquer atividade a qual você se dedique.

“Você pode abordar o ato de escrever com nervosismo, excitação, esperança ou desespero”, afirma King. “Faça isso de qualquer forma, mesmo sem seriedade”. Se não quer levar a sua escrita a sério, ele sugere que feche seu livro e vá se dedicar a outra coisa. Isso serve para qualquer outra atividade do qual você se dedica, se não levar a sério, tente outra coisa.

18. Escreva todo dia.

“Uma vez que eu começo a trabalhar em um projeto, eu não paro e não diminuo o ritmo, a menos que precise”, diz King. “Se eu não escrevo todo dia, os personagens começam a fugir da minha mente….Quando o trabalho passa a ser uma obrigação é como “beijar a morte”, o melhor conselho é trabalhar com uma palavra por vez. Ou seja, trabalhe etapa por etapa, vença cada capitulo ao invés de tentar escrever tudo de uma só. vez Isso serve para qualquer coisa que você queira vencer na vida, suba degrau por degrau, tenho certeza que a vista será mais sublime se cada degrau por subido ao invés de pulado. Uma vez ouvi um conselho muito sábio que me dizia para parar de escalar a escada, o melhor é subir ela aos poucos.

19. Termine o seu rascunho em 3 meses.

King gosta de escrever 10 páginas por dia no período de três meses, isso soma cerca de 180.000 palavras. “O primeiro rascunho de um livro mesmo o de um longo, não deve levar mais dois a três meses, o tempo de uma estação”, ele diz. Se você precisar gastar mais tempo em seu trabalho, King acredita que começará a ganhar um ar estranho que pode azedar o desfecho.

20. Tenha coragem de fazer cortes.

Ao revisar, autores geralmente têm dificuldade de descartar palavras que passaram muito tempo se dedicando. Mas ele aconselha ao desapego, mesmo que parta o coração egocêntrico do escritor, é preciso desapegar de algumas partes. Embora uma revisão seja umas partes mais complicadas do ato de escrever é preciso deixar de fora todas as partes chatas e repetidas para que a história possa fluir.

21. Quando terminar de escrever, afasta-se por um tempo.

King aconselha pelo menos seis semanas para dar um tempo para se recuperar de uma história escrita. Como uma desintoxicação daquela história, dos personagens, da trama para que o escritor possa aos poucos retornar para o mundo exterior de fato. Já que escrever uma história exige desapegar-se do mundo exterior por alguns momentos ao terminar é preciso desfazer os vínculos afetivos que são tecidos com os seus personagens, ou seja, toda criação exige um tempo de contemplação. É preciso clarear a mente para amarrar as pontas soltas do enredo ou melhorar o desenvolvimento dos personagens. Ele pontua que a percepção inicial de um escritor sobre um personagem pode ser tão distorcida quanto a do leitor, por isso afastar-se para poder reler trará mais contornos e qualidades ao texto.

22. Continue casado, seja saudável e viva uma boa vida.

King atribuiu o seu sucesso a duas coisas: sua saúde física e ao seu casamento. “A combinação de um corpo saudável e de uma relação estável traz equilíbrio não só em sua vida, mas também estabilidade para sua escrita. O mais importante é manter-se humano, veja pessoas , viaje enfim viva.

Por Bruna Girardi Dalmas Via Recortes


Você deseja ser um escritor? Aproveite as dicas acima e comece a trabalhar... escrever.

 Você é o maestro de toda transformação!
Klau, The Dragon Coach.

https://www.facebook.com/thedragoncoach
Telefone / WhatsApp: +55 (61) 99283-7346
e-mail: thedragoncoach@gmail.com